Você se inscreveu com sucesso em 32ª RBA - Exposições
Ótimo! Em seguida, finalize a compra para ter acesso completo a 32ª RBA - Exposições
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está totalmente ativada, agora você tem acesso a todo o conteúdo.
Sucesso! Suas informações de cobrança são atualizadas.
Falha na atualização das informações de faturamento.

Entre fotos e falas: “pequena história” da antropologia no Brasil

‌‌1ª Reunião Brasileira de Antropologia - Museu Nacional, Rio de Janeiro, 1953

Sentados, da esquerda para direita: Antonio Rubbo-Muller, Egon Schaden, Thales de Azevedo, Heloisa Alberto Torres, Loureiro Fernandes, Manuel Diégues Jr., René Ribeiro.
De pé, da esquerda para direita, dentre as pessoas identificadas, encontram-se: Oracy Nogueira, Maria Brandão, Darcy Ribeiro, Bastos de Ávila, Mário Wagner Vieira da Cunha, Edison Carneiro, Marina Vasconcelos e Maria Júlia Pourchet.

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Roberta Bivar Carneiro Campos (Profa. Dra. da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE)



‌‌1ª Reunião Brasileira de Antropologia - Rio de Janeiro, 1953.

Fotomontagem oficial da reunião.
Na parte de cima, à mesa, da esquerda para direita: Thales de Azevedo, Herbert Baldus, Manuel Diégues Júnior, Loureiro Fernandes e Mário Wagner Vieira da Cunha.
Na parte de baixo, na platéia, na primeira fila, da esquerda para a direita: Loureiro Fernandes, Herbert Baldus, Mário Wagner Vieira da Cunha, Thales de Azevedo, René Ribeiro, Egon Schaden. Na segunda fila, da esquerda para a direita: Manuel Diégues Júnior, Oracy Nogueira, duas pessoas não reconhecidas, Heloisa Alberto Torres e Darcy Ribeiro. Na terceira fila, da direita para a esquerda: Marina Vasconcelos, Edison Carneiro, atrás dos dois Julia Pourchet e Bastos de Ávila. O último, à esquerda, Luiz de Castro Faria.

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Jardim das Princesas - Museu Nacional, Rio de Janeiro, 1938.

Da esquerda para a direita: Edison Carneiro, Raimundo Lopes, Charles Wagley, Heloísa Alberto Torres, Claude Lévi-Strauss, Ruth Landes, Luiz de Castro Faria.
(Acervo ABA - AEL)



‌‌Curso de especialização em Antropologia Social - Museu Nacional, Rio de Janeiro, 1960

O recém-contratado Roberto Cardoso de Oliveira (centro) dava aula para a primeira turma do curso de especialização. Ao lado esquerdo de Roberto, Hortência Caminha, Onídia Benvenutti, Edson Soares Diniz. Ao seu lado direito, Roberto da Matta, Roque de Barros Laraia, Alcida Rita Ramos.

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Alcida Rita Ramos (Profa. Titular da Universidade de Brasília - UnB).



‌‌Luiz de Castro Faria (1913-2004) - Museu Nacional, Rio de Janeiro. Data desconhecida.

Castro Faria iniciou sua carreira como naturalista e “praticante gratuito” do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, na década de 1930, participando como “representante brasileiro” da Expedição à Serra do Norte (1938), chefiada por Lévi-Strauss. Foi o primeiro presidente eleito (1955-1958) da Associação Brasileira de Antropologia (ABA), criada em 1955, durante a realização da II Reunião Brasileira de Antropologia, em Salvador.

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Primeira turma do curso de especialização em Antropologia Social - Museu Nacional, Rio de Janeiro, 1960.

Da esquerda para a direita: Roberto da Matta, Alcida Rita Ramos, Edson Soares Diniz, Hortência Caminha, Roque de Barros Laraia e Onídia Benvenutti.

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Viagem para o território Terena, 1960.

Da direita para a esquerda, Roberto Cardoso de Oliveira com Edson Soares Diniz e Roque de Barros Laraia (Roberto da Matta tirou a fotografia), em Bauru (SP), de onde foram de trem para a realização da pesquisa de campo coletiva. Hortência Caminha, Onídia Benvenutti e Alcida Rita Ramos seguiram de avião, “por segurança”.

(Acervo Roberto Cardoso de Oliveira - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Luís Roberto Cardoso de Oliveira (Prof. Titular da Universidade de Brasília - UNB)



‌‌Roberto Cardoso de Oliveira em campo

Pesquisa entre os Terena, com interlocutores, 1955.

(Acervo Roberto Cardoso de Oliveira - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Luís Roberto Cardoso de Oliveira (Prof. Titular da Universidade de Brasília - UNB)



‌‌Emílio Willems (1905-1997) e Carlos Alberto Schmidt (1908-1980) entrevistando morador local em Cunha (SP). Sem data.

Sociólogo e antropólogo alemão, Emílio Willems foi professor da primeira Cadeira de Antropologia da Universidade de São Paulo (USP), criada em 1941. Escreveu estudos sobre imigração e aculturação no Brasil, a exemplo de A aculturação dos alemães no Brasil (1946) e Cunha: tradição e transição em uma cultura rural do Brasil (1948).

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Alcida Rita Ramos e um grupo Sanumá - Região do rio Auaris, Roraima, 1991.

Missão de vacinação para o combate às epidemias de malária entre os Sanumá-Yanomami. Foto da médica Karis Rodrigues.(Acervo pessoal de Alcida Rita Ramos)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Alcida Rita Ramos (Profa. Titular da Universidade de Brasília - UNB)

‌‌



‌‌Virginia Leone Bicudo (1915-2003). Data desconhecida.

Cientista social e psicanalista, Virgínia Bicudo foi parte da primeira turma de pós-graduação em ciências sociais do país, na Escola Livre de Sociologia e Política (ELSP), onde defendeu a dissertação de mestrado Estudos de atitudes raciais de pretos e mulatos em São Paulo (1945). Participou da equipe do Projeto Unesco de estudos raciais na década de 1950, contribuindo com a pesquisa Atitudes de alunos dos grupos escolares em relação com a cor de seus colegas (1953).

(Acervo ABA - AEL)



‌‌9ª Reunião Brasileira de Antropologia - Florianópolis, 1974.

No primeiro plano, Klass Woortmann. Ao centro, de colete, Cecília Vieira Helm; à sua direita, Lucia Laraia; à sua esquerda, Francisco M. Salzano. Na fila de trás, Roberto da Matta e Manuela Carneiro da Cunha.

(Acervo ABA - AEL)



‌‌10ª Reunião Brasileira de Antropologia - Salvador, 1976.

Seminário “Antropologia Urgente”. Da esquerda para a direita: Pedro Agostinho da Silva, Olympio Serra, Eduardo Galvão, Ayron Rodrigues, Roberto Cardoso de Oliveira. No fundo, Roberto Da Matta e Egon Schaden.

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça as memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Maria Rosário Gonçalves de Carvalho (Profa. Titular da Universidade Federal da Bahia - UFBA)



‌‌10ª Reunião Brasileira de Antropologia - Salvador, 1976.

Na segunda fila da platéia, da esquerda para a direita: William Crocker e Josildeth Gomes Consorte. Atrás de Josildeth, Egon Schaden. Na ponta direita da quarta fila, Charles Wagley.

(Acervo ABA - AEL)



‌‌10ª Reunião Brasileira de Antropologia - Salvador, 1976.

Roberto Cardoso de Oliveira, no centro da imagem; à esquerda de Roberto, sentada, Berta Ribeiro.(Acervo ABA - AEL)



‌‌11ª Reunião Brasileira de Antropologia - Recife, 1978.

Da direita para a esquerda: no primeiro plano, Luiz de Castro Faria, Tales de Azevedo e Otávio da Costa Eduardo; no segundo plano, Alba Zaluar, Otávio Velho, Gilberto Velho, Peter Fry e Antonio Augusto Arantes. (Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Antonio Augusto Arantes (Prof. Titular Emérito da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp)

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Peter Fry  (Prof. Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro - IFCS / UFRJ)‌



‌‌Mesa de Abertura da 11ª Reunião Brasileira de Antropologia - Recife, 1978.

Na imagem, da esquerda para a direita, Francisco Eudes Ramos de Araújo (Presidente da FUNAI), René Ribeiro (Presidente da ABA, 1976-1978), Paulo de Rego Maciel (reitor da UFPE) e Charles Wagley.(Acervo ABA - AEL)



‌‌Cinquentenário da Associação Brasileira de Antropologia - Museu Nacional, Rio de Janeiro, 2005.

Da esquerda para a direita: ex-presidentes Roque de Barros Laraia (1990-1992), Ruben George Oliven (2000-2002), Silvio Coelho dos Santos (1992-1994), Eunice Durham (1980-1982), Manuela Carneiro da Cunha (1986-1988), Gilberto Velho (1982-1984), Antonio Augusto Arantes (1988-1990), Gustavo Lins Ribeiro (2002-2004), Mariza Corrêa (1996-1998), Roberto Cardoso de Oliveira (1984-1986).

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Gustavo Lins Ribeiro (Prof. Titular da Universidade de Brasília - UNB)

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Antonio Augusto Arantes (Prof. Titular Emérito da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp)



Foto-montagem de jantar em homenagem a Alfred Radcliffe-Brown durante o período em que lecionou na Escola Livre de Sociologia e Política (ELSP) de São Paulo, entre 1942 e 1944. Sem Data.

Na parte de baixo, da esquerda para a direita, a quarta pessoa sentada: Donald Pierson (1900-1995), sociólogo norte-americano, professor da ELSP e fundador do primeiro curso de pós-graduação em Ciências Sociais no Brasil, em 1941. Na foto superior, da esquerda para a direita, a sexta pessoa sentada: Radcliffe-Brown

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Claude Lévi-Strauss (1908-2009) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, São Paulo, 1985.

O antropólogo francês retorna a São Paulo quatro décadas após ter lecionado na USP. Lévi-Strauss acompanhava a comitiva de François Mitterrand ao Brasil

(Acervo ABA - AEL)

‌‌Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Fernanda Arêas Peixoto (Profa. Titular da Universidade de São Paulo - USP)



‌‌Claude Lévi-Strauss reencontra seu ex-aluno Egon Schaden (1913-1991) - USP, São Paulo, 1985).

Eunice Durham, ao fundo, a primeira antropóloga presidente da ABA (1980-1982).

(Acervo ABA - AEL)



‌‌Sede da Sociedade de Etnografia e Folclore. Escola de Comércio Álvaro Penteado, São Paulo. Sem Data.

Fundada em 1937, durante a passagem de Mário de Andrade pelo Departamento de Cultura da cidade de São Paulo, a Sociedade de Etnografia e Folclore foi um laboratório de estudo e de ensino de metodologia de pesquisa para a qual colaborou Dina Dreyfus e seu, então, marido, Claude Lévi-Strauss, durante o período em que trabalharam no Brasil, entre 1935 e 1938.(Acervo ABA - AEL)



‌‌Cerimônia de Abertura da 17ª Reunião Brasileira de Antropologia - Florianópolis, 1990.

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitada pela imagem e seus personagens, por Guita Grin Debert (Profa. Titular da Universidade Estadual de Campinas - Unicamp)



‌‌23ª Reunião Brasileira de Antropologia - Gramado (RS), 2002.

Da esquerda para a direita: Ruben George Oliven, Gustavo Lins Ribeiro, Norai Rocco, Antonio Carlos de Souza Lima, Ari Pedro Oro.(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Gustavo Lins Ribeiro (Prof. Titular da Universidade de Brasília - UNB)

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Antonio Carlos de Souza Lima  (Prof. Titular do Museu Nacional - UFRJ)‌Embedded iFrame



‌‌Acampamento Terra Livre, 2015.

(Acervo pessoal de Antonio Carlos de Souza Lima)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Antonio Carlos de Souza Lima (Prof. Titular do Museu Nacional - UFRJ)



‌‌Acampamento Terra Livre, 2015.

(Acervo pessoal de Antonio Carlos de Souza Lima)



‌‌Seminário em homenagem aos 50 anos da ABA. UNICAMP, Campinas (SP), 2005.

Mesa intitulada “A atuação da ABA diante das demandas sociais e políticas”, coordenada por Miriam Grossi, com os ex-presidentes Gilberto Velho (1982-1984), Sílvio Coelho dos Santos (1992-1994), João Pacheco de Oliveira Filho (1994-1996) e Ruben George Oliven (2000-2002).

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por João Pacheco de Oliveira (Prof. Titular do Museu Nacional - UFRJ)



Seminário em homenagem a Eduardo Galvão (1921-1976). Museu Goeldi - Belém do Pará, 1997.

À convite de Yonne Leite, encontraram-se os ex-presidentes da ABA, de diferentes gerações. Da esquerda para a direita: Luiz de Castro Faria, Roberto Cardoso de Oliveira, Roque de Barros Laraia, João Pacheco de Oliveira. Foto de Yonne Leite.(Acervo Pessoal de João Pacheco de Oliveira)

Foto-falada

Ouça memórias e histórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por João Pacheco de Oliveira (Prof. Titular do Museu Nacional - UFRJ)



‌‌Brasília, 1979.

Roberto Cardoso de Oliveira (terceiro da esquerda à direita) recebe o prêmio International Award for the Promotion of Human Understanding - International Organization for the Elimination of All Forms of Racial Discrimination.
Na foto, da esquerda à direita: Luiz de Castro Faria, Roberto da Matta e Otávio Velho.

(Acervo ABA - AEL)

Foto-falada

Ouça as memórias e histórias suscitadas por esta imagem, por Otávio Velho (Prof. Emérito do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional/UFRJ)



‌‌18ª Reunião Brasileira de Antropologia - Belo Horizonte, 1992.

Da esquerda para a direita: Gilberto Velho, Roberto Cardoso de Oliveira, Thales de Azevedo, Otávio Velho e Roberto da Matta.

(Acervo ABA - AEL)‌



‌‌Largo dos Amores, Itapetininga (SP), 1 de novembro de 1948.

Oracy Nogueira (1917-1996), no centro, e Rossini Tavares Lima (1915-1987), à esquerda.

(Fundo Oracy Nogueira - Fundação Oswaldo Cruz)

Foto-falada

Ouça as memórias suscitadas pela imagem e seus personagens, por Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti (Profa. Titular do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do IFCS/UFRJ)

É vedada a reprodução e veiculação não autorizada das imagens e dos áudios dessa exposição

Clique aqui para retornar à página principal